MANIFESTO DE SOLIDARIEDADE AOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS ARGENTINAS

A PÚBLICA-Central Sindical dos Servidores Públicos do Brasil, se solidariza e apoia a Paralisação Geral dos Trabalhadores e Trabalhadoras Argentinas, convocada pelas Centrais Sindicais (CGT, CTA-T e CTA-A) e outras Organizações Sociais e Populares, contra as violentas medidas do Governo de Javier Milei que resultarão em desemprego, aumento da inflação e ampliação da crise econômica, atentando contra os interesses do povo e em especial em ataque a classe dos Trabalhadores e seus Sindicatos.

A decisão da Câmara Nacional de Apelações do Trabalho de paralisar as reformas trabalhistas, no Decreto de Necessidade e Urgência, constituiu uma vitória, ainda que provisória, enquanto o Congresso Nacional discute a denominada “Lei Ônibus”. Somente a voz das ruas, em grandes marchas e protestos, determinará a derrota da política de subserviência ao FMI e dos privilégios das corporações financeiras internacionais. Vivenciamos no Brasil um conjunto de ações, nos GovernosTemer (fruto de Golpe de Estado contra a Presidente Dilma) e Bolsonaro que buscavam destruir conquistas históricas dos trabalhadores Brasileiros. Sofremos importantes derrotas. Resistimos, avançamos e estamos reconstruindo nosso País e o Setor Público, nesse momento.

Confiamos na capacidade de mobilização dos Trabalhadores e Trabalhadoras e do Povo Argentino. Desejamos êxito em suas jornadas de lutas! Estaremos sempre aqui para apoiá-los.

La Patria No Se Vende!

Fraternalmente

Brasília, 23 de janeiro de 2024.

José Gozze

Presidente da Pública Central do Servidor

Amauri Perusso

Diretor de Relações Internacionais

Comunicação/MCZ/Pública/2023

Rolar para cima