Search
Close this search box.

Veja a nova tabela de contribuição previdenciária dos servidores públicos FEDERAIS e simulações de quanto recolher

Desconto nos contracheques será feito em fevereiro.

O governo federal divulgou, nesta sexta-feira (13), a nova tabela de contribuição previdenciária dos servidores públicos federais, cujas alíquotas variam de 7,5% a 22%.

É importante observar que a tabela abaixo considera o salário mínimo de R$ 1.412. E corrige as faixas salariais seguintes. Esta nova tabela de contribuição será aplicada na folha de janeiro, Portanto, o novo desconto nos contracheques será feito em fevereiro.

Desconto é progressivoVale lembrar que as alíquotas de contribuição previdenciária são progressivas. Assim, o cálculo é feito levando em conta a parcela do salário que se encaixa em cada faixa salarial.

Ou seja, a remuneração é toda fatiada conforme a tabela. Assim, cada fatia tem um percentual diferente de contribuição. E o recolhimento total a ser feito para a previdência do servidor é o somatório dos valores apurados nessas faixas.Na prática, isso que faz com que o percentual de fato descontado do total dos ganhos seja menor (alíquota efetiva).

Na prática, isso que faz com que o percentual de fato descontado do total dos ganhos seja menor (alíquota efetiva).

Confira

Base de contribuição x Alíquota progressiva que incide sobre cada faixa

Até R$ 1.412 – 7,5%

De R$ 1.412,01 a R$ 2.666,68 – 9%

De R$ 2.666,69 a R$ 4.000,03 – 12%

De R$ 4.000,04 a R$ 7.786,02 – 14%

De R$ 7.786,03 a R$ 13.333,48 – 14,5%

De R$ 13.333,49 a R$ 26.666,94 – 16,5%

De R$ 26.666,95 a R$ 52.000,54 – 19%

Acima de R$ 52.000,54 – 22%

Exemplos:

1) Se o trabalhador que ganha R$ 3 mil, ele vai recolher da seguinte forma:

Pagará 7,5% sobre R$ 1.412 — vai recolher R$ 105,90

Pagará mais 9% sobre R$ 1.254,67 — que é a diferença de R$ 2.666,68 para R$ 1.412,01 — com recolhimento de mais R$ 112,92

Pagará mais 12% sobre R$ 333,31 — que é a diferença de R$ 3 mil (salário do servidor) para R$ 2.666,69 — com contribuição de mais R$ 39,99

No total, vai desembolsar o somatório de R$ 258,81 de contribuição.

2) Se o servidor ganha R$ 4.500, ele vai contribuir da seguinte forma:

Pagará 7,5% sobre R$ 1.412 — vai recolher R$ 105,90

Pagará mais 9% sobre R$ 1.254,67 — que é a diferença de R$ 2.666,68 para R$ 1.412,01 — com recolhimento de mais R$ 112,92

Pagará mais 12% sobre R$ 1.333,34 — que é a diferença de R$ 4.000,03 para R$ 2.666,69 — com contribuição de mais R$ 160

Mais 14% sobre R$ 499,96 — que é a diferença de R$ 4.500 (salário do servidor) para R$ 4.000,04 — com recolhimento de mais R$ 69,99

No total, vai desembolsar o somatório de R$ 448,81 de contribuição.

3) Se o servidor ganha R$ 7.500, ele vai contribuir da seguinte forma:

Pagará 7,5% sobre R$ 1.412 — vai recolher R$ 105,90

Pagará mais 9% sobre R$ 1.254,67 — que é a diferença de R$ 2.666,68 para R$ 1.412,01 — com recolhimento de mais R$ 112,92

Pagará mais 12% sobre R$ 1.333,34 — que é a diferença de R$ 4.000,03 para R$ 2.666,69 — com contribuição de mais R$ 160

Mais 14% sobre R$ 3.499,96 — que é a diferença de R$ 7.500 (salário do servidor) para R$ 4.000,04 — com recolhimento de mais R$ 489,99

No total, vai desembolsar o somatório de R$ 868,81 de contribuição

4) Se o servidor ganha R$ 12.500, ele vai contribuir da seguinte forma:

Pagará 7,5% sobre R$ 1.412 —vai recolher R$ 105,90

Pagará mais 9% sobre R$ 1.254,67 — que é a diferença de R$ 2.666,68 para R$ 1.412,01 — com recolhimento de mais R$ 112,92

Pagará mais 12% sobre R$ 1.333,34 — que é a diferença de R$ 4.000,03 para R$ 2.666,69 — com contribuição de mais R$ 160

Mais 14% sobre R$ 3.785,98 — que é a diferença de R$ 7.786,02 para R$ 4.000,04 — com recolhimento de mais R$ 530,03

Mais 14,5% sobre R$ 4.713,97 — que é a diferença de R$ 12.500 (salário do servidor) para R$ 7.786,03 — com recolhimento de mais R$ 683,52

No total, vai desembolsar o somatório de R$ 1.592,37 de contribuição

Fonte: Extra

Comunicação/MCZ/Pública/2023

Compartilhe essa notícia
Últimas notícias da categoria:
Negociação com ministério não avança e greve de servidores deve continuar
19 de abril de 2024
Reajuste dos servidores: governo estrutura nova proposta
5 de abril de 2024
‘Ideal é que servidor atinja topo da carreira em 20 anos’, defende Dweck
3 de abril de 2024
Filie-se

Traga sua entidade para a Pública

Faça parte da Central dedicada exclusivamente ao Serviço Público.

A filiação à Pública garante participação em um grupo forte, coeso, que compartilha dos mesmos ideais e objetivos em uma rede de proteção dos serviços públicos e dos servidores brasileiros.

Inscreva-se em nossa

Newsletter

Receba nosso conteúdo informativo diretamente em seu e-mail