Pública inicia 2024 participando de ato em defesa da democracia

A Pública Central do Servidor iniciou 2024 participando em Brasília do “Ato em Defesa da Democracia”, um evento que foi realizado nesta bela manhã de domingo (7) mobilizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pelos partidos de esquerda (PCdoB; PDT; PSB; PSOL; PT; PV e Rede), além de movimentos sociais.

A Pública foi representada por Vilson Romero que é o presidente Regional DF e em sua fala lembrou que a democracia foi preservada com a força das instituições e do povo que foi para as ruas.

O ato se concentrou no Eixo Rodoviário Norte, aproveitando o trânsito livre de pessoas na via com bastante aceitação de muitos populares que caminhavam e pedalavam no local.

Parlamentares e representantes dos partidos envolvidos no ato também discursaram com ênfase na tentativa de golpe de Estado marcado pelo terrível ataque aos Três Poderes (Executivo, Judiciário e Legislativo), em 8 de janeiro de 2023, pedindo punição para os que orquestraram e executaram a invasão e depredação do Palácio do Planalto, Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF).

A Pública também marcou presença com um festival de bandeiras, fazendo desse 7 de janeiro uma manifestação que não poderá ser esquecida por sua importância na manutenção da inabalada democracia.

Para manhã, segunda-feira (8/1) estão marcados vários outros atos em defesa da democracia organizados por movimentos populares em todo o país, começando pelo ato institucional no Congresso Nacional intitulado “Democracia Inabalável”, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e dos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (PSD-MG). O evento terá mais de 500 convidados, entre lideranças e representantes dos movimentos sociais e sindical, ministros e ex-ministros do STF, presidentes dos tribunais superiores, ministros e ministras do governo federal.

A Pública está divulgando desde sábado (6) a programação já confirmada em várias cidades brasileiras e atualiza abaixo os horários e locais onde serão realizados.

Confira:

. Recife (PE), às 10h, no Monumento Tortura Nunca Mais, na Rua da Aurora, bairro da Boa Vista;

. Belo Horizonte (MG), às 16h, na Casa do Jornalista, na Avenida Álvares Cabral, nº 400, centro;

. Porto Alegre (RS), das 17h às 19h, no Sindicato dos Bancários, na Rua General Câmara nº 424;

. Rio de Janeiro (RJ), às 17h, na Cinelândia;

. Aracaju (SE), às 8h no calçadão da João Pessoa, próximo ao Museu Palácio Olímpio Campos;

. João Pessoa (PB), às 15h, na Lagoa do Parque Solon de Lucena;

. Goiânia (GO), às 9h, Cepal do Setor Sul (Rua 15 com Rua Fued José Sebba);

. Salvador (BA), às 9h, no Centro Administrativo, da Assembleia Legislativa (ALBA);

. Vitória (ES), às 16h30, na Assembleia Legislativa do Espírito Santo – Americo Buaiz nº 205;

. Campo Grande (MS), 17h, Sintell, à Rua José Antônio nº 1682;

. São Paulo (SP), às 17h, na Avenida Paulista em frente ao MASP.

Vilson Romero no “Ato em Defesa da Democracia”.

Comunicação/MCZ/Pública/2023

Rolar para cima