Search
Close this search box.

Pública participa de debate sobre o “Custeio e a Organização das Entidades Sindicais”

O presidente da Pública Central do Servidor, José Gozze, representou a entidade nesta segunda-feira (6) na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) – 81ª Audiência Pública Extraordinária, cujo tema foi “O Custeio e a Organização das Entidades Sindicais”, como parte do ciclo de debates sobre a “SUG 12, de 2018, que Institui o Estatuto do Trabalho e regulamenta os Arts. 7º a 11 da Constituição Federal”.

O Senador Paulo Paim (PT-RS), na abertura dos trabalhos, citou o papel fundamental que os sindicatos de trabalhadores desempenham para a sociedade, pois representam os interesse dos mesmos em relação aos empregadores, governo e nas questões trabalhistas em geral.

Segundo Paim, a importância dos sindicatos pode ser resumida da seguinte forma:

Negociação de condições de trabalho

Os sindicatos ajudam os trabalhadores a negociarem melhores condições de trabalho, como salários, benefícios, horas de trabalho, segurança, políticas de contratação e demissão, contribuindo para um ambiente de trabalho mais equitativo.

Proteção dos direitos dos trabalhadores

Os sindicatos desempenham um papel fundamental na defesa dos direitos dos trabalhadores, garantindo que sejam tratados com justiça, incluindo sua representação em disputas com os empregadores e a busca de soluções para conflitos.

O senador lembra que os sindicatos frequentemente se envolvem em atividades políticas, promovendo leis e regulamentações que  beneficiam os trabalhadores, como leis trabalhistas mais favoráveis, padrões de segurança no trabalho e aponta que um bom exemplo “está nesta audiência, com os sindicatos participando da construção do Estatuto do Trabalho.”

“Quanto ao custeio das entidades, os sindicatos precisam de recursos financeiros para cumprirem suas funções de representantes dos interesses dos trabalhadores e a principal fonte de financiamento dos sindicatos é a contribuição dos seus membros”, complementa Paim.

Participaram da Audiência Pública

  • José Gozze, presidente da Pública Central do Servidor
  • Moacyr Roberto Tesch Auersvald, presidente da Nova Central Sindical dos Trabalhadores – NCST
  • Heloisa Siqueira de Jesus, Procuradora do Trabalho – representante o Ministério Público do Trabalho
  • João Paulo Ribeiro, Diretor de Relações Institucionais da Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB
  • Valeir Ertle, Secretário Nacional de Assuntos Jurídicos da Central Única dos Trabalhadores – CUT
  • João Moisés Moraes, presidente da Força Sindical-DF
  • Valdete Souza Severo, Juíza do TRT-4 Rio Grande do Sul
  • Francisco Canindé Pegado do Nascimento, Secretário Geral da União Geral dos Trabalhadores-UGT
  • Antônio Cordeiro, Membro da Direção Nacional da Intersindical
  • Paulo Oliveira, Secretario Nacional de Organização da Central dos Sindicatos Brasileiros – CSB

O presidente Gozze destacou: “A Pública começou quando não havia mais imposto sindical e quando as Centrais Sindicais começaram a fazer um grande trabalho em conjunto. Ou trabalhamos em conjunto ou teremos sérios problemas.”

A íntegra da fala do presidente Gozze👇

Comunicação/Cal/Pública/2023

Compartilhe essa notícia
Últimas notícias da categoria:
Centrais publicam nota sobre juros baixos
18 de junho de 2024
Agenda da Semana – 17/06 a 21/06
18 de junho de 2024
Filie-se

Traga sua entidade para a Pública

Faça parte da Central dedicada exclusivamente ao Serviço Público.

A filiação à Pública garante participação em um grupo forte, coeso, que compartilha dos mesmos ideais e objetivos em uma rede de proteção dos serviços públicos e dos servidores brasileiros.

Inscreva-se em nossa

Newsletter

Receba nosso conteúdo informativo diretamente em seu e-mail