Pública e AMB estudam uma parceria em prol dos servidores

A diretoria da Pública Central do Servidor, representada pelo presidente José Gozze e o seu 2° vice-presidente Wanderci Polaquini, reuniu-se está quarta-feira, (13/9), com o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), o juiz Frederico Mendes Júnior, oportunidade em que estreitaram as relações em torno de vários projetos de interesse dos servidores e do serviço público. 

Foto: O presidente Frederico Mendes Júnior entre a vice-presidente da AMB, Eunice Bitencourt Haddad, o presidente José Gozze, o vice-presidente Wanderci Polaquini e a gerente Loisse Galina. 

A AMB congrega 35 associações regionais, e desde a sua fundação, em 10 de setembro de 1949, a entidade está voltada para a qualificação dos magistrados e a excelência no exercício da profissão, promovendo debates e cursos de especialização e buscando esclarecer a sociedade acerca das atribuições dos profissionais do Judiciário.

Gestora da Escola Nacional da Magistratura (ENM), a AMB mantém, ainda, convênios com as escolas da magistratura nos estados e outras instituições de ensino, investindo, assim, na excelência no exercício da profissão, bem como na consolidação da cidadania brasileira.

Nas próximas semanas a Pública e a AMB selecionarão alguns projetos que serão analisados, buscando-se afinidades para que sejam colocados em prática através de uma parceria entre as entidades.

Duas das pautas de consenso que permearam a reunião

  • A reforma administrativa, a PEC-32, que voltou à discussão e que precisa ser combatida para o bem da preservação dos servidores e dos serviços públicos;
  • A questão da restituição da contagem do tempo que foi retirada dos servidores durante a pandemia.

Gozze e Polaquini agradeceram pela excelente recepção, convictos de que a parceria que está sendo iniciada dará bons frutos para a Pública e a AMB. 

Comunicação/Cal/Pública/2023

Rolar para cima