Relatório de denúncias de assédio eleitoral registrada nas plataformas

SETOR PÚBLICO FEDERAL 

1. SP -SÃO PAULO

CEAGESP SP VILA LEOPOLDINA

AV. DR. GASTÃO VIDIGAL, 1946

Denúncia: Presidente colocado por BOLSONARO no Ceagesp tem conchavo com alguns atacadistas, onde coage funcionarios a ir fazer alvoroço quando Bolsonaro esta presente e a votar, e se estiver com camiseta ou algo vermelho nas vestis ou adesivo que seja no carro, mesmo pra fazer compras os seguranças não deixam entrar alegando ordem da diretoria. Coagindo assim todos os que se opõe ir contra Bolsonaro no local, de Presidente a fiscais bolsonorentos e atacadistas. Não é de hoje que isso acontece, mas não adianta reclamar que nem emissoras de televisão deixam entrar mais para fazer quaisquer que seja a repostagem a não ser favorecer BOLSONARO.

2. RJ -RIO DE JANEIRO

COMPANHIA DOCAS DO RIO DE JANEIRO -EMPRESA FEDERAL

RUA CONSELHEIRO SARAIVA, 28 -10 ANDAR -CENTRO RIO DE JANEIRO

Denúncia: o Coronel da Reserva (…), ocupante por indicação do atual governo federal de cargo comissionado de Diretor de Gestão da Companhia Docas do Rio de Janeiro se veste com as iniciais da CDRJ e se apresenta em vídeo com o atual presidente da República, candidato à reeleição, em clara narrativa que induz a achar que ele representa os trabalhadores, o que absolutamente não procede. O Diretor induz pensamento que a pandemia na CDRJ foi ignorada pelos trabalhadores, o que não é verdade, como se dessa forma nós concordássemos com genocídio. E pra completar o candidato faz entender que é só procurá-lo que tudo ele busca a solução e completa pedindo o voto para o dia 30. Esse vídeo empodera quem vota no candidato presidente e intimida quem vota no oponente, pois quem pensa diferente do atual governo, encontra-se constrangido com tamanha astúcia vinda de um ex-militar dentro de uma empresa federal. O fato é que: O gestor pode fazer isso?

SETOR PÚBLICO ESTADUAL

3. PB -JOÃO PESSOA

SECRETARIA DE ESTADO DA MULHER E DA DIVERSIDADE HUMANA -GOVERNO ESTADUAL DA PARAÍBA

R. RODRIGUES DE AQUINO, 496

Denúncia: Durante toda campanha eleitoral o Gerente Executivo dos Direitos Sexuais (…) cometeu assédio moral e eleitoral com os coordenadores e as equipes que compõem a pasta para participarem da campanha do governador João Azevedo para além de seus turnos trabalhados em horários absurdos, fazia isso nos grupos de Whatsapp e muitas vezes ligava no privado ameaçando os funcionários a participarem com propensão à demissão. Não oferecia suporte ao trabalhador para irem até os locais de campanha. Tinha que fazer a rotina de ir no máximo 3 vezes na semana para atos de campanha em diferentes pontos da cidade. Também exigiu aos funcionários a filiação ao partido político PNM -partido onde a secretária de estado da mulher Lidia de Moura é presidenta estadual.

SETOR PÚBLICO MUNICIPAL

4. BA -SALVADOR

PREFEITURA SALVADOR

POSTOS DE SAÚDE DE SALVADOR

Denúncia: São várias situações onde sobretudo os agentes comunitários são assediados por gerentes de postos de saúde. Gerentes que gargalham e comparecem ao trabalho com adesivos de ACM Neto. Funcionários q são cargo dizendo q quem vota contra ACM Neto está prejudicando eles. Que tem raiva da pessoa

5. GO -ITAPIRAPUÃ

PREFEITURA DE ITAPIRAPUÃ

PRAÇA MARECHAL RONDON -CENTRO

Denúncia: Minha esposa, (…) foi mandada embora do trabalho. Ela era secretária (…) do município. (…) Neste período de eleições, trabalhei muito para eleger meus candidatos, principalmente o ex e futuro presidente Lula. Fizemos a maior carreata da história da cidade, com a cara e a coragem da população. Passado uma semana após esse carreata, onde estive na liderança, assim como estou hoje. Pessoas ligadas ao prefeito e que são defensores de Bolsonaro, pediram a cabeça da minha esposa. Ela foi mandada embora no dia 07/10/2022. E nitidamente, se nota uma determinação política, depois do governador Ronaldo Caiado e a deputada federal Magda Mofato, que são os “mentores” do prefeito, declararem apoio público ao Bolsonaro.

6. GO – PONTALINA 

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTALINA – GO

AVENIDA RUI BARBOSA (SEDE DA PREFEITURA) 

Denúncia: “O prefeito municipal, Sr Edson Guimarães de Faria, juntamente com o vereador e também policial civil, Magno Mesquita, coagiram os funcionários a votarem apenas no atual presidente, sob pena de serem demitidos. Muitos funcionários comemoram a vitória de Lula no primeiro turno e por isso convocaram reunião e fizeram a coação, deixando muitos com medo de perderem o emprego”.

7. MG -CAPELINHA

PREFEITURA DE CAPELINHA

RUA INÁCIO MURTA

Setor público municipal

Denúncia: Vídeo em que prefeito de Capelinha, MG planeja a compra de votos.os primeiros a serem assediados são os funcionários.

8. MG -CARANDAÍ

PREFEITURA DE CARANDAÍ – MG

PRAÇA BARÃO DE SANTA CECÍLIA, 68

SETOR PÚBLICO MUNICIPAL 

Denúncia: “O prefeito da cidade de Carandaí-MG, em do whatsApp ameaçou, coagiu os empregados comissionados a votarem no candidato de seu preferencia( PL 22), ainda aplicou a lei da mordaça, proibindo seus funcionários de se manifestarem. Ainda ameaçando caso no futuro haja problemas com repasses para a área da saúde e educação, apenas os servidores que votaram em Bolsonaro ficaria com os salários em dia. Tenho os áudios por ele enviado”.

9. MG -CONGONHAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONGONHAS MG

CENTRO

SETOR PÚBLICO MUNICIPAL 

Denúncia: O prefeito municipal ordenou que todos trabalhadores gravassem mensagem de apoio ao candidato Jair Bolsonaro, sob pena de sofrer sanções e até mesmo demissão se não o fizessem. É urgente uma providência.

10. MG – CONGONHAS 

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONGONHAS – MG

SETOR PÚBLICO MUNICIPAL 

Denúncia: Funcionários da prefeitura de Congonhas estão sendo coagidos a fazer doação em dinheiro para a campanha do candidato Bolsonaro, o prefeito da cidade é apoiador do candidato e junto com empresários locais vem pressionando funcionários da prefeitura”.

11. MG – PASSOS 

PREFEITURA 

Denúncia: Os prints das mensagens + o documento que a acompanham mostra o senhor vice prefeito de Passos fazendo parte de uma comissão que em multirão pretendem, e já o vem fazendo, coagindo e incentivando patrões e líderes religiosos a assediar seus funcionários a votarem no candidato Bolsonaro. O mesmo já havia acontecido através da ACIP aqui em Passos MG.

12. MT – PRIMAVERA DO LESTE

PREFEITURA DE PRIMAVERA DO LESTE

ESPAÇO DO CONVIVER, BAIRRO JARDIM RIVA 

Denúncia: “Esposa do vice prefeito de Primavera do Leste estava indo para a unidade CONVIVER com santinhos colados em sua roupa. Isso tudo em horário comercial e durante atividades realizadas com os idosos. Tb estava entregando santinhos para os usuários do serviço ( idosos) com os candidatos q eram p eles votar”.

13. PE – CUPIRA

PREFEITURA DE CUPIRA – PE

ESPAÇO VIP – CIDADE DE CUPIRA – PE

Denúncia: anexo áudio do prefeito da Cidade, José Maria de Macedo (União Brasil), chamando voto em Bolsonaro, lembrando que os salários estão em dia… Que a quantidade de votos na cidade para o Bolsonaro no primeiro turno foi pequeno e que isso foi traição. Que ele vai perdoar, mas espera que isso mude no segundo turno.

14. PE – ITAMBÉ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAMBÉ

RUA JOSUÉ DE CASTRO, 84

Denúncia: “A prefeita Maria das Graças Gallindo Carrazzoni, juntamente com suas filhas Angela Cristina Galindo Silveira e Cynara Gallindo Carrazzoni, assumidamente bolsonaristas, estão tocando o terror com ameaças de demissão dos funcionários que votarem em Lula no segundo turno ou manifestarem apoio ao mesmo em suas redes sociais. O clima no órgão público está horrível, o assédio moral e a violência estão sendo constantes”.

15. PR -TIBAGI

PREFEITURA MUNICIPAL DE TIBAGI-PR

PRAÇA EDMUNDO MERCER, 34 -TIBAGI, PR, 84300-000

Denúncia: Empresários e o prefeito estão usando o perfil facebook: https://www.facebook.com/tibagionline para intimidar os trabalhadores, afirmando que uma vitória de Lula fecharia empregos

16. RS -TUPANCIRETÃ

PREFEITURA

R. EXPEDICIONÁRIO JOÃO MOREIRA ALBERTO, 181 -CENTRO

Denúncia: O prefeito dessa cidade está ameaçando despedir funcionários públicos caso não vote no Bolsonaro, existem áudios do mesmo no grupo de apoio ao Bolsonaro de Tupanciretã, onde ele afirma o mesmo, pude ouvir os áudios por minha sogra estar nesse grupo, porém não tenho eles, pois ela como apoiadora ao candidato não me encaminhou.

17. SP – GARÇA 

PREFEITURA MUNICIPAL DE GARÇA 

PRAÇA HILMAR MACHADO DE OLIVEIRA, 102 

Denúncia: “Chefes e secretários e até mesmo o prefeito da cidade juntamente com o vice prefeito que é empresário também coagindo servidores e funcionários de suas empresas a votarem no candidato do PL dizem saber quantos funcionários possuem e teriam que ter o mesmo número de votos caso contrário haveria perseguição a servidores e demissão de funcionários da empresa privada do vice prefeito e também da empresa do prefeito, empresas PPA refrigerantes são José e Full time do irmão do vice prefeito.todos temem por seus empregos”.

18. SP – POTIRENDABA 

PREFEITURA MUNICIPAL DE POTIRENDABA 

LARGO BOM JESUS, 990

Denúncia: “A prefeita municipal Sra Gislaine Montanari Franzotti ameaça com punições e até demissão todos os funcionários públicos municipais que se posicionaram contrariamente aos seus candidatos Jair Bolsonaro e Tarcísio de Freitas. Inclusive já demitiu vários de empresas terceirizadas que prestam serviços a prefeitura. Entre funcionários efetivos, comissionados e terceirizados a prefeitura tem mais de 900 pessoas”.

19. SP -SOROCABA

PREFEITURA MUNICIPAL DE SOROCABA -SECID

RUA SANTA CRUZ, 116

Denúncia: Diretora de área (…), com cargo de confiança do prefeito obriga servidores públicos da SECID com cargos comissionados a bandeirarem após as 17h, para o Bolsonaro e para o Tarcisio, sob ameaça, pois quem não for perde o cargo. Tem uma lista com os nomes dos comissionados que vão bandeirar até no dia 28 de outubro que é o dia do servidor. (…) também usa o horário de serviço para coagir e postar coisa sobre política no horário de trabalho. Mas escalas onde se vê SA que dizer terminal Santo Antônio e SP terminal São Paulo. A também os supostos convites para estar com a primeira dama nas reuniões, onde ela obriga as mulheres que tem cargo comissionado a ir e tirar foto para provar que estão na reunião ou bandeirando. 

Comunicação/Cal/Pública/2022 

 

Rolar para cima