Brasília – Pública Central do Servidor no 3/8 contra a PEC-32

Nesta terça-feira (03/08) diversas entidades sindicais do setor público participaram da manifestação, em Brasília-DF, pela derrubada da PEC 32. O ato público, com cobertura em estúdio e na manifestação realizada na Esplanada dos Ministérios, buscou ampliar o engajamento da sociedade no enfrentamento direto à agenda de destruição dos serviços públicos.

Centenas de entidades integrantes do Fórum dos Servidores Públicos das Centrais Sindicais reproduziram, simultaneamente e AO VIVO, a mobilização em suas respectivas redes sociais, em uma inédita ação conjunta de ampliação da capacidade comunicação do movimento, cada dia mais amplo e com mais adesões.

Guardas Municipais presentes em caravana, manifestando-se veementemente contra os malefícios da PEC-32. 

A manifestação em Brasília culminou com passeata, do Museu Nacional para o Congresso Nacional, reunindo lideranças sindicais de todo o país. Parlamentares contrários à proposta acompanharam os sindicalistas nas dependências da Câmara dos Deputados após discursarem, em frente ao Congresso Nacional, apresentando aos manifestantes dos principais prejuízos e os riscos da peça legislativa.

Deputado Rogério Correia (PT-MG) discursa no Ato de 3/8, Brasília, DF

As lideranças políticas também enumeraram sugestões para a articulação junto aos parlamentares, para as próximas manifestações de rua e para as redes sociais, de modo a ampliar a pressão social contra a PEC 32.

Na foto a Pública durante a passeata dos manifestantes. 

O ato de Brasília antecede a grande Paralisação Nacional das categorias do setor público, programada para o dia 18 de Agosto. Uma agenda de mobilizações de também está sendo construída para a mesma data.

Coletivo de entidades Contra a PEC 32

A Pública Central do Servidor já na concentração onde os manifestantes se organizavam iniciou suas conversas com as outras entidades presentes e sua diretoria fez suas falas sobre o que representa a união de todos nesse momento de pressão aos parlamentares, no sentido de derrubar a PEC-32.

“Sabemos das dificuldades desse intento, uma vez que o presidente da República está se empenhando pessoalmente em favor da reforma administrativa e tudo o que ela representa, mas a força que vem sendo organizada em todo o país mostra que há muito espaço para virarmos esse jogo”, afirmou um manifestante presente. 

Ao final da passeata e das manifestações na Praça das Bandeiras, presidentes e representantes das Centrais Sindicais seguiram para o Congresso Nacional para a entrega do manifesto produzido no Encontro Nacional de Trabalhadores e Trabalhadoras do Serviço Público que apresenta as deliberações dos servidores, entidades e encaminhamentos gerais para a construção de uma grande paralisação nacional das categorias do setor público, deixando também em pauta o encontro que está previsto para acontecer amanhã, 4/8, a partir das 13 horas.

A Comunicação da Pública estará no entorno para registrar toda essa movimentação que tem o objetivo de não deixar dúvidas ao presidente Lira que se passar a PEC-32 haverá também consequências eleitorais e que a população está de olho no que representa o fim de direitos fundamentais dos servidores públicos e para toda a sociedade brasileira. 

Comunicação/Cal/Pública/2021 

 

 

 

 

 

Rolar para cima