Pública foi mais uma grande voz no importante ato de hoje (26/5) em Brasília.

A Pública Central do Servidor somou-se a tantas outras entidades sindicais e movimentos sociais na manhã dessa quarta-feira (26/5), num ato que primou pelas regras de proteção contra a Covid-19, como o uso de máscaras, resultando num importante eco para as vozes de brasileiros que precisam (1) ser vacinados, (2) de mais comida no prato e (3) do auxílio emergencial de pelo menos R$600,00, por um mínimo de dignidade nesse período de grandes incertezas. 

A presença da Pública foi notada e prestigiada por várias lideranças políticas, sociais e por parlamentares presentes como o Senador Paulo Costa (PT PA), Deputada Gleisi Hoffmann (PT PR), Deputada Alice Portugal (PCdoB BA), Deputada Jandira Feghali (PCdoB RJ), Deputado José Guimarães (PT-CE), entre outros que foram uníssonos em reconhecerem que o ato foi um grande reforço para os que têm se norteado no combate aos projetos nefastos do governo federal.

A Pública tem focado seus debates não só em favor dos serviços públicos e seus servidores, como também para toda população brasileira que veem seus direitos sendo vilipendiados a cada proposta apresentada.

Deputada Érika Kokay (PT DF) no Centro entre Silvia Helena Felismino e Loisse Daielle

Cada grito de “Fora Bolsonaro” saiu com a força dos que estão engasgados pelo aumento da pobreza, da fome e da desigualdade entre as famílias brasileiras. 

Deputada Alice Portugal (PCdoB BA), Jandira Feghali (PCdoB RJ) e Silvia Helena Felismino

Cada grito entoado de “Vacina já para todos” saiu com o tamanho da necessidade dos cidadãos de alcançarem sua imunidade, mais um direito que vem sendo protelado por um governo descuidado, deixando o país numa situação crítica com um grande número de infectados e mortos.

Esse ato foi também um recado para os que negam a força letal da Covid-19 e suas consequências. 

Cada grito de “Mais comida no prato” saiu com a grandeza do povo brasileiro tão sacrificado e que precisa que seus representantes façam a sua parte como porta-vozes dos que são calados pela imposição de suas maiores carências.

As grandes prioridades externadas nesse importante ato são a VIDA, o EMPREGO e a DEMOCRACIA, pois a população está cada vez mais sofrida com o desprezo do governo pelo o que é essencial em qualquer país democrático. 

Estiveram presentes nessa representação a Secretária Geral da Pública, Silvia Helena Felismino, a Gerente da entidade, Loisse Daielle Galina e vários participantes que tremularam as bandeiras da Pública em meio a outras tantas que se uniram para tornar esse dia um marco especial.

Após a manifestação vários representantes das Centrais, entre elas a Pública, foram ao encontro do Vice-presidente da Câmara, o Deputado Marcelo Ramos (PL AM) que representou o Presidente Arthur Lira (PP AL), recebendo em mãos a Agenda Legislativa das Centrais Sindicais no Congresso Nacional.

O Vice-Presidente da Câmara, Marcelo Ramos, entre o Senador Paulo Rocha (PT/PA) e a Secretária Geral da Pública, Silvia Helena Felismino  (FOTO: Calzolari)

Foi realmente um dia para ser lembrado como um grande símbolo dessa luta que está só começando e que desafia esses tempos tão difíceis de pandemia para a sociedade brasileira.

Comunicação/Cal/Pública/2021

Rolar para cima