Pública e demais entidades manifestam Repúdio em favor da deputada mineira Beatriz Cerqueira

Vivemos tempos difíceis em que a violência contra a mulher já nem é mais velada. Misóginos vociferam destemidos, destilando o fel de suas intenções, sentindo-se impunes por atrocidades que vísam diminuir, calar e amedrontar. O respeito, sobretudo pelo ser humano é invariavelmente negligenciado de forma contundente, o que abre espaço para o fomento da intolerância.

Por sorte cabe aos afetados e convergentes com o bem maior, a prática da terceira lei de Newton, “A toda ação sempre há uma reação de mesma intensidade e direção, porém sentidos opostos.”

Dessa forma, a Deputada Beatriz Cerqueira que nesse momento representa todas as mulheres e as pessoas subjugadas, tem a solidariedade dos que combatem veementemente atitudes execráveis como a de um deputado na tentativa de impedir a fala de uma representante de tantas outras vozes que democraticamente também precisam ser ouvidas.

Por mais que se esforcem em ferir direitos constituídos e sobretudo a democracia que é enxovalhada diariamente por asseclas de um governo ditatorial, a voz dessa mulher, cidadã e parlamentar deverá ser assegurada.

Assim, entidades se unem repudiando fortemente a mais esse desrespeito, agora em Minas Gerais, justamente palco da Inconfidência Mineira onde se travou uma das maiores lutas pela liberdade.

Além da Pública Central do Servidor, assinam convictamente, muito mais do que essa demonstração de Repúdio, mas de força uníssona, SINDUTE, MAB, SIMPRO, CTB, CUT, FEBRAFISCO, SINDSEMA, SINFAZFISCO MG, SIND-SAÚDE, ADUNIMONTES, SINDADOS, SINTECT MG, LEVANTE POPULAR DA JUVENTUDE, NAM, MST, LPS, ATENS SINDICATO NACIONAL, ASJUC MG, SERJUSMIG, SINDIFISCO MG, SINDTER-SINTTOP-APUBH.

Assista o vídeo de Repúdio no link abaixo:

https://www.facebook.com/publicacentraldoservidor/videos/263383901429194/

Comunicação/Cal/Pública/2020

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*