Diretoria da Pública se reúne por videoconferência contra a PEC nº 10 e ataques aos servidores

Na manhã desta quinta-feira (2), a diretoria da Pública Nacional se reuniu da forma que tem se tornado cada vez mais comum: videoconferência. Já que a pandemia do Novo Coronavírus impede a presença física, dirigentes de todo país traçaram as diretrizes da Central do Servidor para os próximos dias. O encontro foi coordenado pelo presidente José Gozze, que ouviu as principais reivindicações dos estados, além dos constantes e impiedosos ataques aos servidores. O principal deles é a redução salarial de 26% a 50%, de acordo com a PEC nº 10/2020, do Partido Novo (MG, RJ, RS, SC e SP), e que pode ser votada amanhã (03).

Uma das principais ferramentas da Pública é articulação corpo a corpo no Congresso e nas Assembleias Legislativas, que não pode ser realizada no momento. “Precisamos aproveitar que a maioria dos servidores estão em casa e pressionar nas redes sociais”, afirmou Gozze ao lembrar mais uma vez de que são os servidores públicos que estão na linha de frente e que muitos não podem ter seu trabalho realizado à distância, como Saúde, Fazenda, Meio Ambiente, Segurança Pública, Autarquias, entre outras.

Os diretores e diretoras discutiram o orçamento da União, estados e municípios e toda questão econômica envolvida no estado de calamidade pública. Outra pauta foi a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) a todos os servidores que estão em seus postos de trabalho.

Decisões estabelecidas na reunião:

  • Encaminhamento de documento aos parlamentares para exclusão das emendas prejudiciais aos servidores;
  • Documento sobre a importância dos servidores para a sociedade, principalmente neste momento;
  • Estudo econômico atualizado e alternativas para a crise;
  • Continuidade na pressão aos deputados federais e senadores contra a votação da PEC nº 10/2020 e qualquer outra Proposta ou Projeto que ataque mais uma vez os servidores públicos.

Comunicação/Cal/Pública/2020

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*