NOTA DE REPÚDIO

Senhor Ministro Paulo Guedes

Em palestra no seminário na Escola Brasileira de Economia e Finanças da FGV, mais uma vez, o senhor destratou e desqualificou servidores públicos provavelmente num ímpeto descontrolado onde a emoção financeira falou mais alto, como sempre acontece nas suas manifestações.
O senhor tem noção do que é tratar os servidores do estado como “parasitas”?

Parasita Ministro, no dicionário brasileiro, chamamos um organismo que vive de um outro organismo, dele obtendo alimento e não raro causando-lhe dano, indivíduo que vive à custa alheia por pura exploração ou preguiça.
No fascismo os alemães denominavam os judeus de “parasitas”. Era uma forma de dizer ao mundo que eram perniciosos e prejudiciais ao Estado Alemão e mereciam os campos de concentração.
O Senhor é mais um, assumindo o fascismo nas entrelinhas para defender um estado liberal, autoritário e antidemocrático Ministro?
Quem está causando um dano enorme e de difícil reparo futuro é o Senhor Ministro, com a sua política de garantir o pagamento aos bancos, a manutenção dos grandes conglomerados financeiros as custas do cidadão que precisa do serviço público para garantir os seus direitos a saúde, educação, segurança, justiça, moradia, transporte que estão lá no artigo sexto da Constituição Cidadã que o Senhor está rasgando aos poucos.

O Senhor sabe quanto ganha um professor no Estado, um médico e um enfermeiro no hospital público, um policial? O Senhor quer continuar enganando quem Ministro? O Senhor está em busca de construir um Estado liberal baseado no monetarismo, contra o bem estar social. Quem muito tem que fique bem, quem pouco tem que se vire, se adapté, né, Ministro?
Essa é a razão de buscar a todo custo a destruição do servidor público e assim destruir o serviço público. Mas não é para isso que precisamos do Estado.
Pela manifestação chamando os servidores de “parasitas” o senhor merece um processo que leve ao seu impeachment. O senhor passará Ministro deixando um rastro de desgraça e ódio mas o cidadão brasileiro é mais forte e vencerá.

José Gozze
Presidente da PÚBLICA, Central do Servidor
“um movimento permanente em defesa da sociedade”

2 Comentários

  1. Acho que ele está generalizando, enquanto deveria nomear os verdadeiros parasitas que estão nos altos escalões, esses políticos corruptos que faliram o Brasil, agora querem que nós que trabalhos com seriedade e comprometimento paguemos o preço. Tem que ter alguma forma dele retirar o que disse.

  2. Digo ao ministro que estamos no cargo porque estudamos noites a fio para chegar lá. Enfrentamos uma concorrência exacerbada mas conquistamos o cargo que buscamos.
    Ou seja, fomos melhores em dedicação e eficiência. Somos estudantes, temos um nível elevado de educação e só não nos dá o devido valor um governo que não valoriza a educação. Ou tem despeito e inveja por não conseguir passar numa prova de concurso público.
    Respeite meus 35 anos de dedicação a bem servir o cidadão.
    O senhor é empresário e para isso não precisa estudar porque conheço muitos empresários quase analfabetos. Vocês são pessoas que só sabem ganhar dinheiro a qualquer custo e por jamais conseguem valorizar quem estuda.
    Apresento o repúdio de um servidor que tem dedicado com eficiência mais da metade de sua vida ao serviço público e que sempre mereceu o seu salário, sem jamais parasitar o Estado Brasileiro.
    Uma pessoa na sua posição nunca deveria falar essas besteiras.

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*