Governo quer derrubar progressão automática para servidor público

O governo federal quer acabar com a progressão automática dos funcionários públicos por tempo de carreira e passar a promovê-los apenas por mérito, segundo reportagem do jornal O Globo publicada nesta 3ª feira (29.out.2019).

A medida é uma das propostas da reforma administrativa. O texto deve ser apresentado nesta 4ª feira (29.out) pela equipe econômica de Paulo Guedes ao Congresso.

O objetivo é reduzir distorções do setor. Segundo o governo, a medida valerá para os novos funcionários públicos.

“Do jeito que é, o serviço público permite que alguns servidores cheguem ao topo da carreira muito rapidamente. É como se todo cabo já possa virar general. Nós vamos melhorar os critérios de meritocracia e isso trará uma máquina pública muito mais eficiente”, tem dito Guedes.

Atualmente, 33% dos servidores alcançam, em média, o cargo máximo em 20 anos.

“Como podemos ver, o governo federal com o Guedes como o seu caçador de servidores públicos, juntos visam acabar com direitos adquiridos, tudo para desvalorizar os que verdadeiramente prestam serviços essenciais para os brasileiros, dessa forma podendo ter mais dinheiro em caixa para usá-lo em suas pirotecnias financeiras que atendem apenas aos interesses capitalistas.

A Pública Central do Servidor está atenta a toda violência que o servidor vem sofrendo nesse período nefasto da nossa República e se mantém ativa em todo o Brasil, apoiando e participando de manifestações e reuniões com as lideranças políticas e das entidades que se opõem ao modelo Bolsonaro de governar. A luta só está começando e não podemos nos dar por vencidos, mesmo após ter sido concluído o pacote de maldades da reforma da Previdência. Há muito ainda por vir e novas frentes de luta em defesa dos servidores deverão se organizar em prol de seus direitos.

Fonte: Poder 360

Comunicação/Pública/2019

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*