Governo pretende travar salário de Servidor

Governo quer travar salário de servidor de entes que gastam muito com folha, diz Guedes.
O ministro Paulo Guedes afirmou nesta quinta-feira (10) que o governo estuda travar reajustes de funcionários públicos em entes federativos que gastem mais de 80% com folha de pagamento. Segundo ele, o governo deverá enviar uma reforma administrativa ao Congresso.
O ministro afirmou que os servidores públicos tiveram reajustes de salário acima da inflação nos últimos anos. “Tiveram tanto aumento, está na hora de dar uma decansadinha”.
“Enquanto o Brasil afundava, o salário do servidor público estava subindo. Foram 50% de aumento real em 10 anos. Tudo isso porque a máquina gasta muito e gasta mal porque gasta consigo mesma, com privilégios, aposentadorias”, disse.
“Será que é hora de travar os salários por um ou dois anos? Estamos redesenhando isso em uma reforma administrativa e vamos mudar o plano de carreira”, afirmou. O gasto público, de acordo com Guedes, minou a capacidade de investimento do país. “O Brasil já investiu 25% do PIB e isso foi caindo. Hoje setor público investe 1,5% do PIB porque gasta muito e mal”.

A Pública Central do Servidor, de olhos bem abertos nos desmandos que vêm se acumulando, observa as ações desse governo desde o princípio, ficando claro que um dos alvos prediletos do Bolsonaro, senão o predileto, é mesmo o servidor público, ainda que inegavelmente sejam os profissionais que entregam os principais serviços para a população brasileira.

A sanha do governo em tirar dinheiro de onde puder promove descalabros como a violência contra direitos conquistados com tantos sacrifícios, vide o projeto da reforma da Previdência que mesmo com a luta da oposição em torná-la menos nociva, ainda assim consolidará uma vitória dos que só visam seus interesses políticos e financeiros.

Se não nos mantivermos atentos tudo passará sob os nossos olhares descontentados, restando o lamento para o tanto de pernicioso que ainda está por vir.

O Ministro novamente não sabe do que está falando. Conclamamos que seja claro. Quais servidores tiveram aumento de salário acima da inflação? No atual momento o que ocorre é justamente o contrário, como exemplo citamos o estado do Espírito Santo no qual os servidores em 4 anos tiveram 5% de reajuste.

Nos últimos 5 anos já foram mais de 26 % de perdas inflacionárias.
Outros estados não são diferentes as situações de penúria. Agora se fomos analisar salários de membros de poder e de cargos políticos esses não sofreram com a inflação.

Apontamos que todo discurso do governo deve ser com dados e informações fidedignas.

Fonte: Folhapress/Jornal do Comércio

Comunicação/Pública/2019

1 Comentário

  1. Preço e se saber se os salários do ministro da economia e do alto escalão não tiveram perdas inflacionárias durante o ano e através do tempo.sao tão diplomados em economia tão entendidos e querem que o país faça concurso pra virar o Chile Equador etc.entao quando inventam besteira como essa de sacrificar os servidores e os aposentados que já estão com a corda no pescoço,deveriam dar lugar a mentes brilhantes que tirassem o brasil do buraco que eles mesmos enviaram quando tiram o dinheiro da previdência pra cobrir os somos, pela má gerência que sempre tiveram.quero ver eles fecharem lucrocexcesivovdos bancos pedágios,igrejas clubes de futebol reduzirem o número de assessores,seus carros de luxo,pagarem do seus bolsos os apartamentos funcionais e suas passagens aéreas.querem ideia pra arrecadar,abram os cassinos,no país,reduzam a tímida taxa Selic e que ela incidem no spread bancário p economia se aquecer e gerar novos empregos,o problema está na competência que não tem,o país parado quase um ano e esse Boa Boa Boa de reforma que não tem fim.em continuar assim logo logo o Brasil vai seguir a rebeliao do Chile e Equador.os servidores do executivo estão há anos sem reajuste e sua data base retirada e ignorada pela maravilhosa justiça que temos nesse país.g

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*