Nesse momento, no Plenário da Câmara dos Deputados – Sessão Deliberativa Extraordinária

Alguns trechos de posições de parlamentares que nesse momento estão reunidos em Sessão Plenária Extraordinária e reclamam da pressa em se votar a reforma da Previdência, conclamando a todos os brasileiros que pensem cuidadosamente sobre o quanto é nefasta a reforma de um governo que não se preocupa, sobretudo com os mais pobres.

Deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ)

“Entendemos que precisamos de um amplo debate do texto proposto para a reforma da Previdência. Como defender uma reforma que inviabiliza o caráter Social da Previdência? Há um processo de privatização e mercantilização que abala diretamente uma questão social profunda no país”.

Deputado Beto Faro (PT-PA)

“Faltou mais debates e audiências fora da Casa Parlamentar, para um melhor aprofundamento da sociedade brasileira sobre as questões propostas nessa reforma que mesmo com mudanças feitas pelo relator é muito ruim. Não é uma reforma que tira privilégios daqueles que realmente tem privilégios, mas aprofunda a pobreza da grande maioria dos brasileiros e aumentando a desigualdade na maioria das regiões brasileiras.”

Deputado Pedro Uczai (PT-SC)

Os trabalhadores desse país, nessa semana, começam a sofrer pelo o que está sendo tramado para ferir os seus direitos. O que está em debate aqui é o futuro do povo brasileiro, o direito de envelhecer bem, o direito de ter um mínimo de dignidade numa aposentadoria e o que o governo está fazendo é retirar esses direitos. Milhões de brasileiros não vão conseguir comprovar 40 anos de contribuição. Muitos parlamentares estão negociando com o governo a maldade que vão fazer com o povo brasileiro. O que está sendo discutido aqui não é um projeto de lei, isso é uma indignidade.

A reforma da Previdência atinge 200 milhões de brasileiros e brasileiras. A maioria esmagadora será penalizada, será sacrificada por essa reforma. Ninguém se aposenta mais nesse país do desemprego e da informalidade. É disso que o povo precisa saber e não por essa campanha maldosa e mentirosa em favor dessa reforma que os atingirá em cheio. Estão tirando o direito à proteção social do povo brasileiro e de forma covarde.

A Pública Central do Servidor atenta ao que está acontecendo no Congresso Nacional sobre a pauta da reforma da Previdência em curso, informando aos Servidores Públicos e a toda sociedade brasileira sobre os caminhos enganosos que estão sendo forjados com relação a esse projeto do governo federal que só atende ao mercado financeiro.

Pública/Comunicação/2019

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*